ga('send', 'pageview');
Cursos EAD Educação a Distancia o Modelo de Negócio Que Mais Cresce no Brasil

Cursos EAD Educação a Distancia o Modelo de Negócio Que Mais Cresce no Brasil

Cursos EAD Educação a Distancia o Modelo de Negócio Que So Cresce no Brasil

OS ALUNOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SÃO QUASE 1,8 MILHÃO

 

 

O preconceito contra a educação a distância (ou EAD) parece estar com os dias contados no país. De acordo com o censo, feito pela Associação Brasileira de Ensino a Distância (Abed), 2019 registrou um número recorde de matriculados: 7.773.828. Os cursos que têm ampliado seu número de alunos são os de nível superior e de pós-graduação lato sensu, segundo o relatório. O Censo da Educação Superior, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), confirma a tendência: enquanto o ensino presencial apresentou queda nas matrículas, a EAD registrou um crescimento de 17,6% de 2016 para 2019. Os alunos dessa modalidade são quase 1,8 milhão, ou 21,2% do total de matriculados em todo o Ensino Superior.

Com o aumento da demanda, a oferta de cursos de alto nível, claro, também cresceu. Instituições renomadas apostam cada vez mais, com sucesso, em modelos de EAD trazem Comodidade, economia de tempo e flexibilidade, que permitem estudar em qualquer lugar e horário, são os principais atrativos para pessoas que têm carreiras mais consolidadas. “Hoje, entre graduação e pós, temos cerca de 30% dos alunos em sistema EAD e 70% presencial. Há quatro anos, só 10% estudavam a distância”, diz Pedro Regazzo, diretor de Ensino a Distância da Adtalem Educacional (grupo responsável pelas marcas Ibmec, Damásio e Wyden). “Nessa projeção, vamos atingir 50% a 50% em 2022. Mais do que uma tendência, a educação a distância já está acontecendo.” No Ibmec, há nesse modelo 32 cursos de curta duração (os de extensão) e cinco MBAs, dos quais participam 2 mil alunos: em gestão de negócios (o mais procurado), em finanças, em gerenciamento de projetos, em gestão do agronegócio e em direito agrário e ambiental.

“As pessoas pensavam nele como algo mais barato, não tão eficaz, que não favorecia a interação. Por experiência, digo que hoje nosso curso é para quem quer um MBA da Fundação, mas tem dificuldade de deslocamento ou de tempo”, diz Mary Murashima, diretora de gestão acadêmica da FGV Educação Executiva. Por lei, o certificado do curso EAD é o mesmo do presencial. Os programas são iguais, os professores também. A FGV conta com cinco MBAs online. Em 2017, 2.343 alunos participaram dele – em 2016 eram 1.864. O curso prevê encontros presenciais na abertura, para avaliações a cada nove semanas e no encerramento. O modelo para 2019 vai mudar: três deles serão substituídos por pós-graduações. “As pós terão foco em áreas técnicas específicas, como marketing, projetos e finanças”, diz.

Uma das críticas ao modelo online, em especial aos MBAs, é o fato de não favorecer o networking. Percepção rechaçada pelos especialistas ouvidos pela FORBES. “No nosso modelo, colocamos em turmas virtuais alunos de diferentes lugares do país, o que aumenta o networking. Além disso, o grupo é mais heterogêneo e, portanto, mais rico”, afirma Mary.

Criador do Descomplica, o empresário Marco Fisbhen é um entusiasta do modelo de educação online. Além do foco nos vestibulares e no Enem, ele oferece outras modalidades. Este ano, a startup de educação – que dobra de tamanho todo ano, tem 5 milhões de visitantes únicos por mês e mais de 250 mil alunos inscritos – passou a contar com pós-graduação em pedagogia e MBAs em gestão de negócios, gestão de negócios digitais, gestão escolar e marketing estratégico digital. “As vantagens do modelo são inúmeras. A qualidade, por exemplo, é uma delas: podemos recrutar os melhores professores do Brasil, gravar com eles e disponibilizar para o país todo. Numa sala, a aula é a mesma para todo mundo. No ambiente virtual, os conteúdos podem ser adaptados à demanda e divididos em básico, intermediário e avançado”, diz Fisbhen, que teve sua empresa eleita em 2017 como a terceira mais inovadora da América Latina.

Reportagem publicada na edição 63, lançada em novembro de 2018

DESEJA UMA PLATAFORMA DE CURSO EAD PARA ATRAIR MAIS CLIENTES! NOS PODEMOS TE AJUDAR!

Fale conosco nos podemos te ajudar!!
solicitar orçamento Entrar em contato por whatsapp

error

Gostou do Conteúdo? Compartilhe :) e Por favor, Siga-nos nas Redes Sociais